Kilombos

Kilombo Tenondé – Centro de Capoeira Angola e Permacultura
A semente do Kilombo Tenondé foi plantada há vários séculos atrás nos quilombos do Brasil. Durante a colonização, o povo africano organizou comunidades auto sustentáveis de resistência contra a escravidão e a opressão, baseadas nos princípios de suas culturas de origem. Apoiados pelos nativos do Brasil e europeus exilados, os quilombos tornaram-se um grande movimento de resistência contra o sistema colonial. Isso aconteceu não apenas no Brasil em outras regiões da diáspora africana, como no México, América Central e América do Sul, onde eram chamadas de Palenques.

 

Kilombo Tenonde sign

Kilombo Tenondé – fazenda em Bonfim, Bahia (Próximo a Valença)

O Kilombo Tenondé é um centro de atividades agropercológicas (agricultura, pecuária, ecologia e capoeira angola) que busca resgatar a filosofia e a importância histórica dos quilombos brasileiros. Seu objetivo maior é estimular a criatividade, o pensamento construtivo e os valores de convivência humana e harmonia com a natureza que, cada vez mais vêm sendo esquecidos pela sociedade.

A área de aproximadamente 40 hectares do Kilombo Tenondé, localizado no povoado de Bonfim (a 22km de Valença/Bahia), vem sendo transformada em uma fazenda auto-sustentável. Os trabalhos acontecem organicamente, de acordo com as demandas e possibilidades do espaço e o interesse dos participantes, com base nos princípios da sustentabilidade, agricultura orgânica e construção natural. A prática e a experiência com a natureza nutrem e dão força à nossa linha de trabalho e espírito.

Eventos, oficinas e atividades frequentes são realizadas com foco na criação de infra-estrutura e modelos de tecnologias alternativas de construção e uso dos recursos de forma sustentável. Com a continuidade dessa infra-estrutura no futuro, o objetivo é dar suporte a projetos educativos, artísticos e ambientais, desenvolvidos por integrantes do Kilombo Tenondé ao longo do tempo.

 

Nossos Princípios:

  • Encontro entre Cultura e Natureza;
  • Ancestralidade, que nas culturas de matriz africana e indígena está relacionada ao encontro com a Natureza, como lugar sagrado;
  • Relações coletivas marcadas pela solidariedade, pluralidade e integração;
  • Valorização do corpo, como lugar sagrado e cultural;
  • Noção holística de desenvolvimento humano, onde corpo, mente, espírito e meio natural estão integrados.

———-

Quilombo Center Chicago

“To provide a center where diverse art forms can be shared and practiced with the aims of transforming our communities and ourselves.”
www.quilombocenter.org

Translate »